SJMR Brasil lança a campanha “Todas Importam – Igualdade de Oportunidade para Mulheres Migrantes e Refugiadas Negras”

Home / Brasil / SJMR Brasil lança a campanha “Todas Importam – Igualdade de Oportunidade para Mulheres Migrantes e Refugiadas Negras”

No “Dia de Doar” e encerramento do mês da “Consciência Negra”, 30 de novembro, o SJMR Brasil apresentou a campanha “Todas Importam – Igualdade de Oportunidades para Mulheres Negras Migrantes e Refugiadas”.

Acompanhando as mudanças estruturais que a humanidade precisa, pretendemos investir na formação profissional de 50 mulheres negras migrantes e refugiadas. São elas as que possuem a trajetória mais desafiadora entre esta população. Além de enfrentarem as barreiras culturais e linguísticas, são violentamente atravessadas pelo racismo e machismo enraizados em nosso país.

Reparar para viver

Em 2020, movimentos que defendiam a mensagem “vidas negras importam” se espalharam rapidamente pelo mundo e os temas e os sentidos ainda seguem aflorados.

O racismo, que infelizmente acompanha a humanidade há séculos, é um processo histórico de segregação e, por que não dizer, desumanização, pois inferioriza e desconsidera uma grande parcela da população. E se você é uma pessoa migrante ou em situação de refúgio, mulher e negra, isso é ainda mais evidente. Fica estabelecida uma diferenciação entre as pessoas, quando, na verdade, somos todos reciprocamente diferentes e justamente aí reside a nossa força e a nossa beleza, ao lado do orgulho de ser assim.

Gisele Mpia é migrante da República Democrática do Congo e foi uma das pessoas beneficiadas pelas ações de fomento ao empreendedorismo do SJMR Brasil.

A campanha “Todas Importam” propõe-se a endossar as ações nas áreas de gênero, raça, representatividade e afirmação, e destina-se à execução de ações de intervenção social, cursos de qualificação e prática profissional direcionadas preferencialmente às mulheres negras migrantes e refugiadas, para fomento ao empreendedorismo e apoio para o próprio negócio

Em 2020, 343 migrantes e refugiados de diversas nacionalidades foram apoiados com cursos profissionalizantes e treinamento de empreendedorismo pelo SJMR Brasil. Como resposta para geração de renda, 115 migrantes com o perfil microempreendedor receberam kits de iniciação para seus empreendimentos e 44 mulheres migrantes realizaram cursos profissionalizantes diversos. .

Portanto, a campanha “Todas Importam”reconhece que a vivência das desigualdades pelas mulheres negras, sobretudo as migrantes e refugiadas, é perpassada por uma série de fatores sociais e oportuniza ações de cooperação para a construção de alternativas efetivas de inclusão social, geração de renda e autonomia socioeconômica.

Conheça a campanha “Todas Importam” e saiba como doar. Acesse: sjmr.abraceumacausa.com.br

Deixe um Comentário