SJMR Brasil promove integração de crianças migrantes em Torneio de Atletismo em Porto Alegre

Home / Porto Alegre / SJMR Brasil promove integração de crianças migrantes em Torneio de Atletismo em Porto Alegre

Promover o esporte como meio de integração para crianças migrantes e refugiadas foi um dos objetivos da participação do SJMR Brasil no “5° Torneio Escolar de Atletismo”, realizado pela Sociedade de Ginástica de Porto Alegre (SOGIPA), em parceria com o Rotary Porto Alegre, a Prefeitura Municipal, a Federação do Desporto Escolar do Rio Grande do Sul, a Federação de Atletismo do Estado do Rio Grande do Sul (FAERGS) e a FAMERCO.  As atividades esportivas foram realizadas no dia 20 de novembro e ainda contaram com ações para a promoção de saúde, bem-estar, lazer e integração comunitária entre migrante e comunidade de acolhida.

O convite para a participação do evento foi feito pelo Embaixador do SJMR Brasil, Samory Uiki, que se encarregou de compartilhar informações e apoiar na organização da delegação SJMR Brasil, que contou com 14 participantes, entre famílias migrantes, voluntários brasileiros e equipe técnica local.

O “5° Torneio de Atletismo” teve participações de delegações de diversas escolas e projetos de Porto Alegre e região. As crianças inscritas puderam competir em diversas modalidades do atletismo, como corrida de velocidade, resistência, salto em distância, salto em altura e arremesso de peso. As provas foram separadas por modalidades de acordo com as idades e tanto meninos quanto meninas podiam competir.

No início do evento, todas as delegações desfilaram ao longo da pista e os atletas Samory Uiki e Almir Júnior contemplaram os atletas mirins com falas de abertura e salto de demonstração. Ao final das provas, foram feitas as premiações de cada modalidade nas categorias de idade e gênero. “Foi muito especial ter o SJMR aqui. Sabemos que o esporte é sobre isso: inclusão, integração e mistura de culturas em prol de um objetivo. Esse torneio possibilita a vivência de uma coisa diferente, em um ambiente superpositivo e que tem muito a acrescentar na vida deles e pode abrir portas para o futuro: de repente eles podem ser grandes atletas. Para mim é muito especial e fico muito feliz de ter os meus afilhados neste dia”, comentou Samory Uiki, atleta olímpico brasileiro de salto em distância e embaixador voluntário do SJMR Brasil.

A equipe SJMR contou uma delegação de crianças e adolescentes migrantes e apoiou o grupo com auxílio transporte para o deslocamento das famílias até o local das atividades. Também foram disponibilizadas ecobags, sacolas, mochilas, squeezes, brindes e sorteio de duas mochilas do ACNUR para as crianças e os adolescentes da equipe SJMR.  O time concorreu nas provas de corrida de resistência nas modalidades de 500m, 600m, 800m e 1000m e um dos participantes realizou provas de arremesso de peso, salto em altura, salto à distância, corrida de resistência e corrida de força.

“Esses eventos são muito importantes para os nossos filhos, já que eles desenvolvem o atletismo e o esporte. Eles se divertem. Então é bom para nós, como mães, acompanhá-los e dar apoio a eles. Eu gostei muito! Gostaria que vocês conseguissem fazer muitos mais destes eventos”, disse Patrícia Angelica Reyes Franco, mãe de uma das crianças venezuelanas participantes do 5° Torneio de Atletismo.

Para Juliana Camelo, analista social com foco em integração comunitária SJMR, o evento é de extrema relevância para a integração de crianças migrantes e brasileiras, fomentando a coexistência pacífica e a interculturalidade. “A integração comunitária é um desafio nesse momento em que vivemos hoje após esse tempo de isolamento social devido à pandemia, e as crianças e adolescentes foram muito afetadas por essa situação, não podendo frequentar a escola e ter espaços de convivência. Para mim, foi muito importante inscrever da Equipe SJMR no torneio, com o apoio que recebemos para a realização. Foi lindo as famílias vieram, as crianças puderam participar, brincar, correr, se divertir mesmo”, relatou a colaboradora –

Entre os participantes da delegação do SJMR Brasil estava Willian Renan Santos da Silva, residente do bairro Santa Rosa de Lima e que faz parte do projeto “Levanta Favela”, na vila Nossa Senhora Aparecida, no Bairro Sarandi, local de residência da maior parte da população migrante da capital. O projeto promove treinos de futebol para jovens em situação de vulnerabilidade socioeconômica da região norte de Porto Alegre e Alvorada. Também têm a proposta incentivar o estudo, a inclusão através do esporte.

Deixe um Comentário