SJMR Boa Vista, ONU Mulheres e a Fundação Avina promovem evento de Empoderamento Feminino

Home / Boa Vista / SJMR Boa Vista, ONU Mulheres e a Fundação Avina promovem evento de Empoderamento Feminino

*Com a colaboração de Daniel Reis

Entre os dias 03 e 04 de outubro, o evento “Empoderamento Feminino: estratégias para integração e desenvolvimento”, promovido pelo SJMR Boa Vista, em parceria com a ONU Mulheres e a Fundação Avina, abordou a importância do empoderamento de mulheres migrantes, com o objetivo de alcançar uma maior participação social e diminuir as  dificuldade para a inserção, no mercado de trabalho.

No primeiro dia do evento, Tamara Jurberg, gerente de projetos em liderança e participação da ONU Mulheres, palestrou sobre os desafios encontrados pelas mulheres, na busca da igualdade de gêneros no mercado de trabalho.  “As mulheres têm estudado e se formado mais. As que possuem graduação, mestrado e doutorado estão em maior número, porém, os empregos estão menos disponíveis para elas. Nos cargos mais altos, o índice é ainda menor”, relata a gerente.

No contexto das venezuelanas que chegam ao Brasil, a Tamara ainda ressaltou a importância do desenvolvimento profissional do grupo. “Há dois meses, apenas 10% das vagas de interiorização na modalidade trabalho eram preenchidas por mulheres. Por isso, precisamos trabalhar com cursos de capacitação, para que elas tenham certificados, reconhecimento e revalidação de seus diplomas no Brasil. Também necessitamos sensibilizar as empresas para que as contratem”, diz.

No segundo dia do evento, ocorreram palestras e rodas de conversa, além de uma oficina de capacitação focada no empoderamento econômico. Rogenir Almeida, coordenadora programática da Fundação Avina, instituição que há 25 anos lida com o desenvolvimento sustentável na América Latina, destaca que as mulheres, no contexto das migrações, estão em uma situação de maior fragilidade, diante das questões relacionadas a nossa cultura patriarcal e que se reproduz nas situações de vulnerabilidade social.

“Hoje não podemos trabalhar o desenvolvimento sustentável sem abordar a equidade entre os gêneros. Portanto, trabalhar essa perspectiva do empoderamento é apoiar essas pessoas, para que elas fortaleçam a sua identidade como mulher, além do lado emocional e da autoestima. Dessa forma, elas poderão construir projetos, que possibilitem melhores condições de vida”.

Rogenir Almeida, coordenadora programática da Fundação Avina

O SJMR Boa Vista vem acompanhando de perto o contexto das mulheres venezuelanas e auxiliado na realização de eventos e projetos, que promovam capacitação e a inserção local e laboral. “Através de ações como essa, estamos reconhecendo a importância dessa luta e fortalecendo as iniciativas para impulsionar a igualdade de gênero. Empoderar mulheres transforma vidas. Oferece segurança na tomada de decisões dessas mulheres e fortalece sua própria identidade. Apenas dessa forma caminharemos em direção a uma sociedade mais justa e igualitária”, ressalta Giulia Aguiar Camporez, coordenadora do SJMR Boa Vista.

Deixe um Comentário