SJMR Brasília reúne parceiros e interessados em colaborar no apoio a migrantes e refugiados

Home / Brasil / SJMR Brasília reúne parceiros e interessados em colaborar no apoio a migrantes e refugiados

O Brasil tem-se configurado como um dos principais destinos para pessoas migrantes e refugiadas, que buscam e encontram um novo lar e novas oportunidades de vida no país. Com o propósito de discutir a atual questão migratória no Brasil no mundo e fortalecer as redes de apoio, acontece no próximo sábado, dia 26/10, o evento “Portas Abertas” promovido pelo Escritório Nacional do Serviço de Jesuíta a Migrantes e RefugiadosSJMR, em Brasília.

O encontro será realizado no Centro Cultural de Brasília, localizado no SGAN 601, Módulo “D”, em Brasília-DF, a partir das 17h.

Migrantes Venezuelanos, em Boa Vista, registrados pelo fotógrafo Chico Max.

Organizada em diversas partes do mundo e especializado em migração, deslocamento forçado e refúgio, o SJMR tem beneficiado milhares de pessoas com a prestação de serviços gratuitos, intervenções emergenciais, projetos de educação, apoio psicossocial e pastoral.

No Brasil, o SJMR conta com cinco escritórios: Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), Boa Vista (RR), Manaus (AM) e Porto Alegre (RS)  e atua em favor de um maior acolhimento e hospitalidade da sociedade brasileira aos migrantes e refugiados, promovendo e protegendo sua dignidade e direitos e acompanhando seu processo de inclusão e autonomia.

Acolhe Brasil

Por meio do Programa Acolhe Brasil, experiências de interiorização organizadas pelo SJMR trabalham com a articulação múltipla de redes, parceiros e grupos locais, reunindo diversos atores que dialogam entre si, com o propósito comum de acolher e integrar venezuelanos que se encontrem em processo migratório no Brasil. 

Com seis “Casas de Acolhida” espalhadas pelo país, a organização conta com a estrutura oferecida por diversos espaços solidários, em parceria com paróquias, organizações religiosas e da sociedade civil, onde o migrante venezuelano recebe atendimento multidisciplinar, alimentação e alojamento em espaços seguros, e atendimento psicossocial pelo período de três meses.

Venezuelanos interiorizados em Minas Gerais, por meio do Programa Acolhe Brasil.

Por meio dessa ajuda e acolhimento, mais de 1200 pessoas já foram realocadas em 16 estados, inseridas à sociedade brasileira, e passaram a ter uma nova oportunidade para a reconstrução de suas histórias de vida.

Conheça mais sobre o Programa Acolhe Brasil.

Deixe um Comentário