Projeto Coexistência Pacifica é apresentado em Conferência Latino-americana no Chile

Home / Brasil / Projeto Coexistência Pacifica é apresentado em Conferência Latino-americana no Chile

A Assistente de Direção Nacional do SJMR, Paola Gersztein, participou entre os dias 2 e 5 de outubro da “VI Conferencia Latinoamericana sobre el Derecho de los Refugiados“, em Santiago, no Chile. Este foi o sexto encontro de uma rede de professores iniciada em 2014 com o apoio do ACNUR e da organização Hungarian Helsinki Committee.

Integrantes dos serviços e universidades jesuítas que formam parte da mencionada rede: Macarena Rodríguez Atero (Universidad Alfredo Hurtado, Chile), Tomás Greene (SJM Chile), Paola Gersztein (SJMR Brasil), Isabel Berganza Setién (Universidad Alberto Ruiz de Montoya, Peru) e Analí Briceño (Universidad Alberto Ruiz de Montoya e Encuentros SJS Peru).

Paola, que participa da rede desde sua criação, afirma que o intercâmbio de informações e boas práticas com especialistas latino-americanos e europeus é bastante enriquecedor para que se faça uma abordagem crítica e aprofundada dos desafios que perpassam a acolhida, a proteção e a integração das pessoas migrantes, solicitantes de refúgio, refugiadas e apátridas.

Fonte: Hungarian Helsinki Committee.

Durante sua palestra, “Afetos do acolhimento: do medo à resiliência do coexistir. Coexistência Pacífica na fronteira norte do Brasil”, ela abordou o “Projeto de Coexistência Pacífica” realizado pelo SJMR Boa Vista, em parceria com o ACNUR. “Normalmente associamos a resiliência às pessoas migrantes e refugiadas, mas esse é um aspecto que também deve ser trabalhado em relação às comunidades de acolhida. Ao contar com a atuação de promotores comunitários em distintas regiões de Boa Vista, nosso projeto efetiva os dispositivos do Pacto Global para Refugiados que tratam sobre a resiliência e o coexistir”, ressalta.

Paola Gersztein aborda a coexistência pacífica como um dos objetivos do Pacto Global para Refugiados.

Deixe um Comentário