SJMR Belo Horizonte participa do 1º Seminário de Psicologia e Migração do Brasil

Home / Belo Horizonte / SJMR Belo Horizonte participa do 1º Seminário de Psicologia e Migração do Brasil

O SJMR Belo Horizonte esteve presente no “1º Seminário de Psicologia e Migração – Saberes e Fazeres”, entre os dias 15 e 17 de setembro, por meio dos representantes Marcelo Antonio Lemos (Coordenador), Henrique Galhano Balieiro (Analista Social), Yolis Lion (Analista Social) e Luiza França (Analista Social), evento realizado em parceria com o Coletivo Cio da Terra, Conselho Regional de Psicologia de Minas Gerais, Cátedra Sérgio Vieira de Mello, Faculdade de Psicologia e Pró-reitoria de extensão da PUC Minas. Confira o seminário na íntegra clicando aqui.

A ideia do evento virtual surgiu diante do aumento do fluxo migratório que estamos vivenciando nessa última década. Nesse contexto, tornou-se necessário pensar formas que a Psicologia pode contribuir com a migração, tendo em vista a sua relevância para se pensar os processos subjetivos, psicossociais e promoção de saúde. Com o objetivo de trazer maior visibilidade sobre a discussão da população em mobilidade humana, o seminário se dedicou a aprofundar o diálogo intercultural entre os diversos atores envolvidos.

Cerca de 500 pessoas se inscreveram no 1º Seminário de Psicologia e Migração – Saberes e Fazeres, que abordou desde que as discussões sobre o atendimento aos grupos migrantes, os profissionais da psicologia que se engajaram nesta pauta, os desafios da profissão, até a participação nas políticas públicas, que é responsável por guiar este público no país de acolhida. Além disso, foi reforçada a discussão entre a psicologia e o fenômeno da migração, fomentando a importância do acompanhamento psicológico no processo de mobilidade humana.

Apresentações

O analista social Henrique Galhano Balieiro mediou a conferência de abertura do evento sobre “Saúde Mental, Interculturalidade e Imigração” e contou com a exposição da Professora Sylvia Dantas (UNIFESP). Já o coordenador Marcelo Antônio Lemos foi o convidado da mesa redonda “Contextualização da Migração e Direitos Sociais”, que teve como objetivo contribuir para o nivelamento da discussão sobre a mobilidade humana, bem como os conceitos chaves que norteiam essa discussão como a questão de migração forçada, migração voluntária e migração de retorno. Além de discutir os diversos fluxos migratórios para o Brasil.

Yolis Lion, analista social do SJMR BH, marcou presença na mesa redonda “Acolhimento intercultural e a racialização da migração”, que refletiu sobre o impacto da racialização no acolhimento aos migrantes através das falas e compartilhamento de práticas interculturais e integrativas dos palestrantes convidados e da participação do público assistente. O debate tomou como ponto de partida os princípios da interculturalidade, por entender que o apoio ofertado aos migrantes deve considerar as especificidades apresentadas por cada grupo – fugindo da lógica de que um padrão único atende a todos.

Por fim, Luiza França de Abreu apresentou na mesa “Extensão e práticas universitárias” o Projeto Escuta Sem Fronteiras, realizado pelo SJMR-BH. O Escuta Sem Fronteiras é um projeto realizado em parceria com o Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, que tem como objetivo ampliar as possibilidades de acolhimento e escuta psicológica gratuita para pessoas migrantes e refugiadas, em Belo Horizonte, principalmente neste contexto da pandemia do coronavírus. A iniciativa conta com atendimentos online em grupo.

Deixe um Comentário