SJMR BH se reúne com a Prefeitura de Betim para discutir propostas e ações de acolhimento e apoio às famílias de migrantes no município

Home / Belo Horizonte / SJMR BH se reúne com a Prefeitura de Betim para discutir propostas e ações de acolhimento e apoio às famílias de migrantes no município

No dia um desse mês, o SJMR Belo Horizonte se reuniu com a Secretária Municipal de Assistência Social do Munícipio de Betim, Cleusa Bernadeth Lara Correa, para firmar o termo de parceria da ação “SJMR Itinerante”, que será realizado, nos dias 10 e 11, no munícipio, em parceria com o Centro Franciscano de Direitos e as Irmãs Carmelitas. Na ocasião foi discutido sobre a complexidade dos fluxos migratórios e as demandas mais urgentes enfrentadas pela população imigrante residente no bairro bandeirinhas no munícipio de Betim.

Com o apoio da Prefeitura, pretende-se realizar o atendimento de 200 migrantes e refugiados residentes no município, oferecendo os serviços diretamente do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) – Bandeirinhas, aos migrantes e refugiados que aguardam apoio para regularização migratória, através da substituição das carteiras de identificação vencidas, bem como a renovação dos protocolos de refúgios e, inclusive, o processamento de primeiros pedidos de autorização de residência. “Também serão ofertados à população orientação jurídica para regularização migratória, orientação socioassistencial e orientação para empregabilidade”, relata Henrique Balieiro.

SJMR ITINERANTE

Desde o ano de 2018, após a percepção pela equipe de colaboradores de um elevado número de migrantes que ainda não conheciam o SJMR – BH, bem como os serviços oferecidos pela instituição, em diversas regiões do estado e da região metropolitana, foi proposto a criação de edições anuais do SJMR – BH Itinerante, com o objetivo de atender aqueles mais vulneráveis que não acessavam as atividades e atendimentos desenvolvidos no centro de atendimento em Belo Horizonte.

Ao longo de 3 anos, o SJMR – Itinerante esteve presente em algumas regiões de Minas Gerias, em cidades como Uberlândia, no triângulo mineiro, com o intuito de realizar solicitações de novos passaportes, em parceria com a Embaixada do Haiti em Brasília; em Varginha e Carvalhos, cidades do sul de Minas, para encaminhar migrantes venezuelanos interiorizados residentes na região para a regularização migratória.

Deixe um Comentário