Meios de Vida do SJMR Belo Horizonte acompanha grupo de indígenas warao em treinamento de trabalho

Home / Belo Horizonte / Meios de Vida do SJMR Belo Horizonte acompanha grupo de indígenas warao em treinamento de trabalho

No mês de julho, a equipe de Meios de Vida do SJMR Belo Horizonte, acompanhou um grupo de migrantes da etnia Warao em um treinamento e ambientação em uma empresa de pré-moldados. A atividade, que ocorreu em Nova Lima, foi atendendo a um pedido dos próprios homens waraos, que começaram a buscar oportunidades de trabalho. A empresa se disponibilizou para receber o grupo e a equipe de Meios de Vida mediou o processo.

No dia 21/07 os migrantes realizaram, no período da manhã, um teste prático. Todos os 7 homens foram aprovados no processo seletivo e atualmente estão em processo de contratação. O procedimento foi acompanhado pelas colaboradoras do SJMR Belo Horizonte, Thais Viana, Nathalia Oliveira e pela Yolis Lyon. “Os funcionários da empresa foram bastante receptivos e compreensivos durante o processo. Se mostraram abertos à inclusão de pessoas migrantes e refugiadas. Inclusive, indicaram um funcionário venezuelano que já trabalha na empresa para ajudá-los durante o teste”, relata Thais Viana, analista social.

Atendimentos

Ainda no mês de julho, a equipe Meios de Vida do SJMR Belo Horizonte, realizou 96 atendimentos a migrantes e refugiados. Destes, foram feitos 22 novos cadastros no Dynamics; 40 confecções/atualizações de currículo; 07 emissões/recuperações de CTPS Digital; 38 solicitações de informações sobre trabalho atendidas; 01 solicitação de informação sobre Jovem Aprendiz; 10 solicitações de informações sobre outras áreas de atendimento do SJMR-BH; 27 currículos triados (selecionados e encaminhados para contratantes); 12 encaminhamentos para entrevistas; 08 contratações; 07 postagens no perfil Entre.A.Gente; além de 25 pessoas capacitadas profissionalmente.

Os atendimentos foram divididos entre as seguintes nacionalidades: 60 da Venezuela, 24 da etnia Warao, 8 do Haiti, 2 da República Democrática do Congo, e 1 da Bolívia e China.

Deixe um Comentário