Máscaras confeccionadas pelo “Projeto Protagonismo Migratório” são entregues a Prefeitura de Contagem (MG)

Home / Belo Horizonte / Máscaras confeccionadas pelo “Projeto Protagonismo Migratório” são entregues a Prefeitura de Contagem (MG)

O SJMR BH realizou a entrega de 2.200 máscaras de proteção à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Contagem, nesta quarta–feira (17), repassadas pelo SJMR BH. Elas foram produzidas por mulheres migrantes da Venezuela, Haiti, Síria e República Democrática do Congo. A ação faz parte do projeto “Protagonismo Migratório no Combate às Desigualdades Sociais na Pandemia da Covid-19”.

Além das colaboradoras do SJMR Nathália Oliveira e Thais Viana, também esteve na entrega e o multiplicador haitiano Jim Davidson Jean.

O projeto é uma parceria do Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados, do Coletivo Cio da Terra – Coletivo de Mulheres Migrantes e do Projeto Ler, da PUCMinas. Além da produção e doação de máscaras de tecido, o projeto ainda prevê atividades de orientação e informação sobre prevenção ao novo coronavírus para migrantes e refugiados falantes das línguas crioulo haitiano, francês e espanhol.

Serão destinadas 1.200 máscaras para a população em situação de rua e, as demais, encaminhadas aos centros de referência de assistência social de Contagem para serem repassadas aos imigrantes e refugiados residentes na cidade.

Segundo a analista social do SJMR, Nathália de Oliveira, o lote de máscaras foi destinado a Contagem em razão do grande número de imigrantes que residem na cidade. Dos quase 7 mil atendimentos prestados pelo Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados no ano passado, quase 50% foram de pessoas que moram no Município. “Resolvemos destinar a primeira parte da produção das máscaras ao município de Contagem pela grande quantidade de migrantes e refugiados em situação de vulnerabilidade que residem na cidade. Além disso, em fevereiro deste ano, fizemos um SJMR Itinerante em Contagem, e contamos com o apoio da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania. Isso prova que o município tem se engajado em ações  de apoio e promoção da temática migratória”, destaca. 

Nathália também ressalta que o projeto é uma parceria do SJMR BH, do Cio da Terra – Coletivo de Mulheres Migrantes e do Projeto Ler, da PUCMinas e que as máscaras foram confeccionadas de acordo com as orientações da Anvisa. “Além da produção das máscaras, o projeto prevê atividades de orientação para prevenção ao coronavírus. A intenção é oferecer proteção efetiva, por meio das máscaras, mas também conscientizar a população migrante e refugiada, em seu idioma nativo, sobre os desafios impostos pela pandemia”, ressalta a analista.

Subsecretário da Secretaria de Desenvolvimento Social, Maurício Rangel recebe as máscaras de proteção.

Para o subsecretário de Desenvolvimento Social, Maurício Rangel, a doação será importante para a proteção dos profissionais e usuários. “É uma contribuição valiosa neste momento em que todos devem estar unidos em prol da prevenção da saúde da população. Então, a Prefeitura de Contagem e a Secretaria de Desenvolvimento social só têm a agradecer a sensibilidade do Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados, que já é nosso parceiro no cuidado com a população contagense e os refugiados que aqui residem”, afirmou.

Deixe um Comentário