SJMR Belo Horizonte participa da 1ª Plenária Nacional Saúde e Migração

Home / Belo Horizonte / SJMR Belo Horizonte participa da 1ª Plenária Nacional Saúde e Migração

O SJMR Belo Horizonte participou da 1ª Plenária Nacional Saúde e Migração, iniciativa pioneira no Brasil destinada a debater as interfaces entre saúde e migração, para além do âmbito acadêmico. A atividade abrangeu todas as regiões no país e contou com 324 participações. O SJMR BH realizou duas atividades autogestionadas para fomentar as discussões do tema na região sudeste.

A plenária teve como tema “Saúde e Migração em Tempos de Covid-19” e explicitou como a pandemia precisa debater a saúde, mas também considerar as relações das populações migrantes, destacando os determinantes socioculturais da saúde. O evento foi dividido em oito eixos temáticos: Gênero e Raça; Trabalho e Renda; Inserção, Cultura e Regularização Migratória; SUS, Seguridade Social, Acesso à Saúde e Interculturalidade; Saúde Mental; Educação; Gestão Biopolítica da Pandemia; e Moradia. Foram aprovadas 172 propostas, em um processo de debate que envolveu 94 organizações de todas as regiões do Brasil e contou com a participação de migrantes, profissionais e gestores de saúde, pesquisadores, ativistas e gestores públicos.

“Este documento é uma construção coletiva muito potente e importante que pode vir a subsidiar políticas públicas na temática migratória nos estados e munícipios”, destaca Henrique Galhano Balieiro, analista social do SJMR BH.

Frente Nacional pela Saúde de Migrantes

Como desdobramento da plenária, foi lançada a Frente Nacional pela Saúde de Migrantes (FENAMI), que pretende ser uma rede articulação em nacional entre migrantes, ativistas, pesquisadores, organizações e serviços. Seu principal objetivo é tornar permanente a mobilização iniciada, além de trazer o debate sobre saúde e migração para a ordem do dia das políticas públicas e da temática migratória. A Frente será responsável pelo encaminhamento das propostas aprovadas na Plenária Nacional Saúde e Migração, pelas ações de advocacy junto a autoridades públicas, por pautar a temática da migração e saúde nacionalmente e por pensar e estruturar uma proposta de Estratégia de Saúde para Migrantes. Além disso, também pretende-se criar Observatórios que constam entre as propostas aprovadas na Plenária. Quer participar da FENAMI? Clique aqui para se inscrever.

Deixe um Comentário