SJMR BH e Centro Franciscano se reúnem para articular o ensino de português para migrantes

Home / Belo Horizonte / SJMR BH e Centro Franciscano se reúnem para articular o ensino de português para migrantes

Desde o ano passado, quando o mundo passou a enfrentar a pandemia de Covid-19, foram necessárias adequações em muitos aspectos da vida para evitar a disseminação do coronavírus. A educação foi uma das áreas que passou por diversas adaptações, quando milhares de pessoas ao redor do mundo precisaram recorrer às tecnologias para continuar estudando.

Com objetivo de discutir tal cenário, dentro do contexto do ensino da língua portuguesa e da cultura brasileira para pessoas migrantes e refugiadas, foi realizada uma reunião online no dia 25 de junho, com a participação do Centro Franciscano, da equipe do SJMR Belo Horizonte.

Na ocasião, foi apresentado relatório do primeiro semestre do Projeto Integrando Migrantes – Missionszentrale der Franziskaner (MZF) 2020. O documento foi elaborado com objetivo de fortalecer o Curso de Língua Portuguesa e Cultura Brasileira para migrantes e refugiados e foi baseado nas propostas descritas no projeto em parceria com o Educafro, Projeto LER PUC Minas, Projeto Tecer SJMR e Província Santa Cruz.

Durante a conversa, foram levantadas questões como o fato de migrantes e refugiados, que antes participavam de encontros presenciais para aprender o português, agora precisam de recursos tecnológicos para continuar estudando. Diante disso, o projeto Integrando Migrantes passou por reformulações, contando agora com redirecionamento de recursos para auxiliar educandos com o acesso às aulas online e abertura de novas vagas para educadores voluntários. 

Ainda na reunião, foi elaborado um relatório descritivo com vista às metas e avaliação do projeto, além de serem discutidos novos planos para o próximo semestre. “Iremos oferecer, neste semestre, uma semana de formação para educadores voluntários com o objetivo de fortalecer a frente pedagógica com princípios Freireanos, Freinetianos e Inacianos”, relata Tamara Miranda, estagiária pedagógica do SJMR BH. 

Também no encontro foi debatida a necessidade de avaliar o percurso formativo durante o primeiro semestre letivo, com o objetivo de identificar as metas alcançadas e quais precisam ser atingidas no próximo semestre. Além disso, com a leitura do relatório, foi possível identificar quais são os planos de ações que precisam ser atingidos para que haja maior adesão de alunos e educadores no curso.

Participaram da reunião, dentre palestrantes, convidados e colaboradores, o coordenador do SJMR BH, Marcelo Lemos, as estagiárias da Secretaria Pedagógica Catarina Flister, Gabriela Leite e Tamara Miranda, a coordenadora do Projeto LER, Sandra Cavalcante. Também estiveram na reunião Lacir e Jéssica, representando Centro Franciscano, e os freis Jonathan e Valter, representando o Educafro.

Deixe um Comentário