Proteção Psicossocial: SJMR em BH promove ação conjunta dos projetos “Hermanar” e “Escutas sem Fronteira”

Home / Belo Horizonte / Proteção Psicossocial: SJMR em BH promove ação conjunta dos projetos “Hermanar” e “Escutas sem Fronteira”

O SJMR em Belo Horizonte tem recebido, aos sábados, um grupo de pessoas migrantes e refugiadas da comunidade LGBTQIA+, que vivem na região metropolitana da capital mineira para um encontro de escuta psicológica, por meio da iniciativa “Escutas sem Fronteira”. O objetivo do encontro foi reforçar o papel do SJMR como um espaço de acolhimento e proteção psicossocial, bem como fortalecer os vínculos afetivos e comunitários. A ação foi uma ação conjunta dos projetos “Hermanar” e “Escutas sem Fronteira”.

O encontro que aconteceram nos dias 05 e 12 de março fazem parte da agenda do Hermanar para 2022, que contempla diversas ações permanentes de proteção integral e acompanhamento psicossocial da comunidade de migrantes e refugiados LGBTQIA+ de Minas Gerais, ao longo do ano. A agenda foi estabelecida em fevereiro, onde se apresentou a proposta de um calendário anual que estabelece as datas das reuniões mensais, várias ações específicas -especialmente no mês de junho – para fortalecer a agenda de luta LGBTQIA+, na perspectiva da valorização da história pessoal e dos laços comunitários dos migrantes e refugiados, atendendo às suas especificidades características.

Integrantes do grupo Hermanar organizado com apoio do SJMR em Belo Horizonte.

A principal finalidade do Projeto Hermanar é contribuir no processo de integração social, autonomia e emancipação dos migrantes e refugiados que se identifiquem como LGBTQIA+. Como é o caso do cubano Yaniel Perez, membro do coletivo, que reconhece a importância do apoio que encontra. “Quero agradecer ao Hermanar, que é um grupo muito importante para nós migrantes, onde encontramos um espaço para nos comunicar, fazer intercâmbio de ideias, nos ajudar e nos fortalecer. As reuniões e encontros me incentivam a entender quais são os meus direitos e como eu posso atuar para que eles sejam respeitados. Agradeço ao SJMR por sempre estar nos ajudando”, relata.

O Hermanar promove, por meio de encontros e atividades orientadas, a proteção integral e o acompanhamento psicossocial, em um ambiente seguro, que permite o acolhimento sócioemocional. Além disso, também encoraja a reflexão coletiva sobre as diferentes circunstâncias que os participantes vivenciam, seja como pessoas em mobilidade internacional ou como membros da comunidade da diversidade sexual humana. 

Projeto Hermanar

Os substantivos “irmão ou irmã”, do espanhol “hermano ou hermana”, passam a ser verbo na palavra “Hermanar”, como lembrete da importância de ações direcionadas à construção e fortalecimento de laços comunitários entre as pessoas migrantes e refugiadas que se identifiquem como LGBTQIA+. Sobretudo, quando se pretende servir com a proteção integral dessa população amplamente vulnerabilizada.

Nesse compromisso que é o Projeto Hermanar, para o SJMR Brasil, se pretende implementar estratégias concretas para atingir os objetivos: apoiar e propiciar a construção de um coletivo; acompanhar a integração social dos membros do coletivo; proporcionar um espaço seguro para a experiência dos processos de subjetivação ou ressignificação de ser uma pessoa imigrante ou refugiada no Brasil; orientá-los integralmente sobre os seus direitos para o acesso; criar e fortalecer vínculos com outros coletivos ou organizações da comunidade LGBTQIA+ no estado de Minas Gerais e no Brasil para acessar e contribuir com as  políticas públicas voltadas para esta população; realizar encontros formativos, atividades culturais, palestras, lives, dentre outros.

Deixe um Comentário