Projeto Acolher realiza atendimentos gratuitos à população migrante de Porto Alegre

Home / Porto Alegre / Projeto Acolher realiza atendimentos gratuitos à população migrante de Porto Alegre

Pessoas migrantes e refugiadas de Porto Alegre receberam vacinas contra a Covid-19, além de diversos atendimentos gratuitos como documentação e elaboração de currículos. A iniciativa faz parte do “Projeto Acolher”, que foi realizado pelo SJMR Brasil em Porto Alegre, CIBAI Migrações e pelo GAIRE/UFRGS, no dia 16 de outubro.

O evento foi realizado no CIBAI Migrações, na região central da capital gaúcha e contou com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre. Durante todo o dia, foram ofertadas a aplicação da primeira, segunda e terceira dose de vacina contra a COVID-19, além de oficinas sobre saúde do homem e da mulher, atendimentos para regularização migratória, confecção de currículo e orientação sobre acesso a trabalho no Brasil.

Fotos: Cristine Rochol/PMPA.

A partir dos atendimentos realizados no centro de atendimento em Porto Alegre e do diálogo em rede com outros atores locais, foi possível observar a baixa adesão da população migrante e refugiada à vacinação contra a COVID-19 e a medidas de cuidado e prevenção. Dessa forma, buscou-se oportunizar espaço de educação em saúde, promoção da vacinação, aliado a oferta de serviços essenciais para esta população no país, como auxílio para a regularização documental e orientações sobre acesso ao mercado de trabalho.

O acesso de migrantes e refugiados à saúde é dificultado pelo desconhecimento a respeito do Sistema Único de Saúde e, sobretudo, por barreiras linguísticas e culturais que prejudicam a comunicação entre os técnicos dos equipamentos e a população usuária. No acesso aos serviços, o racismo, a xenofobia e o despreparo dos servidores para tratar do tema da migração tornam-se, por vezes, impeditivos para a efetivação do direito de acesso à saúde. Portanto, a ação teve como objetivo visibilizar o tema da migração e do refúgio na área da saúde, aproximando migrantes dos técnicos e promovendo um momento de acolhimento em tempos de pandemia.

Deixe um Comentário