Oficina sensibiliza setor privado mineiro para inclusão de migrantes no mercado de trabalho

Home / Belo Horizonte / Oficina sensibiliza setor privado mineiro para inclusão de migrantes no mercado de trabalho

Sensibilizar o setor privado para a inserção laboral de pessoas migrantes e refugiadas no mercado de trabalho mineiro foi o centro da oficina realizada pela Organização Internacional para as Migrações (OIM), na última terça-feira (11), em parceria com o SJMR BH, Fundación Avina e Senac Minas.

A atividade reuniu empregadores e profissionais de RH, em Belo Horizonte, que conheceram as estratégias de interiorização de venezuelanos, tiram dúvidas sobre direitos laborais e conheceram depoimentos de empresas e empregados sobre experiências de sucesso.

Nathália Oliveira, do setor “Meios de Vida” do SJMR BH detalhou a atuação da instituição na área de inserção labora de migrantes e apoio a empregadores.

“A oficina foi muito importante para o campo empresarial mineiro, pois elucidou preconceitos que a sociedade cria acerca do trabalho de migrantes, e, da concorrência que essas pessoas causam em relação aos demais trabalhadores. O evento também serviu para mostramos às empresas o potencial, a qualidade profissional e a bagagem diferenciada que esses migrantes trazem de seus países de origem, além do capital social que essas pessoas representam para a empresa”, destacou a coordenadora do SJMR-BH, Juliana Rocha.

Equipe do SJMR participou ativamente da articulação da Oficina da OIM, que contou com a parceria do do Senac Minas e participação da Operação Acolhida do Governo Federal.

Oficinas para a inserção laboral de migrantes

Inaugurada na capital do estado de São Paulo em dezembro de 2018, a formação realizada pela OIM passou em 2019 por Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro, Roraima, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Pernambuco. Mais de 500 pessoas já participaram da capacitação gratuita.

“No decorrer de 2019, a OIM realizou 14 oficinas em todas as regiões do país. Neste ano, começamos com Minas Gerais, com o objetivo de sensibilizar setor privado para promover o acesso dos migrantes ao mercado de trabalho com uma capacitação direcionada aos empregadores”, afirma a assistente de projetos da OIM, Carla Lorenzi.  “Ao longo do ano, vamos intensificar nossas atividades de apoio ao governo brasileiro na integração econômica de imigrantes em situação de vulnerabilidade no Brasil”, complementa Lorenzi.

Migração em Minas

Minas Gerais possui mais de 38.000 migrantes internacionais, segundo dados da Polícia Federal divulgados em dezembro de 2019 e é o segundo estado do sudeste que mais recebeu venezuelanos via a estratégia de interiorização. Estes dados demonstram a relevância de capacitar o mercado de trabalho mineiro para a inserção de migrantes e, também, na retenção de talentos.

Deixe um Comentário