ONU e sociedade civil lançam plataforma de dados sobre venezuelanos no Brasil

Home / Brasil / ONU e sociedade civil lançam plataforma de dados sobre venezuelanos no Brasil

Página online apresenta trabalho coordenado entre agências das Nações Unidas e organizações da sociedade civil como resposta humanitária brasileira à situação da Venezuela

Foi lançada hoje a página brasileira da Plataforma R4V (Resposta a Venezuelanos), que apresenta, de maneira atualizada, dados sobre o fluxo de venezuelanos e venezuelanas no Brasil, como, por exemplo, o número de solicitantes de refúgio, refugiados, migrantes e de venezuelanos com visto de residência.

Por meio do acesso à plataforma, também é possível acessar documentos, relatórios de monitoramento, fichas informativas e notas de orientação sobre o contexto brasileiro, além de notícias mais recentes da ONU Brasil sobre o assunto. Os dados utilizados são validados e fornecidos pelo Governo Federal e por ONGs parceiras.

A página brasileira faz parte da Plataforma Regional de Coordenação Interagencial R4V, resposta da ONU para o fluxo migratório venezuelano. O site regional da plataforma disponibiliza dados de todos os países afetados pelo fluxo de mais de 4 milhões de venezuelanos e venezuelanas que deixaram o país até junho de 2019.


Na plataforma R4V, é possivel acessar dados atualizados sobre o fluxo venezuelano no Brasil, como, por exemplo, estatísticas de solicitação de refúgio, número de migrantes e de venezuelanos com visto de residência.

A Plataforma R4V, que apresenta o trabalho coordenado entre agências das Nações Unidas e organizações da sociedade civil, , busca fortalecer a Operação Acolhida, resposta humanitária à crise migratória venezuelana, integrada pelo Governo Federal, ONU e sociedade civil.

Alianças pela resposta humanitária

No Brasil, mais de 20 membros compõem a Plataforma R4V, entre eles agências das Nações Unidas e organizações locais, nacionais e internacionais da sociedade civil. Para responder a situação da Venezuela, a ONU Brasil prevê um investimento de 146 milhões de dólares. Deste total, 53% foram arrecadados por meio de doações de países como Estados Unidos, Japão, Brasil e da União Europeia.

Para mais informações:

Alan Azevedo [Agência da ONU para Refugiados – ACNUR]
azevedo@unhcr.org
(11) 99650-1475

Juliana Hack [Organização Internacional para Migração – OIM]
jhack@iom.int
(61) 98458-5485

Deixe um Comentário