SJMR lança hotsite do programa de interiorização de venezuelanos

Home / Brasil / SJMR lança hotsite do programa de interiorização de venezuelanos

Para marcar as comemorações do Dia Mundial do Migrante e do Refugiado, celebrado pela Igreja Católica, o Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados – SJMR lançou, no último domingo (29 de setembro), o hotsite “Acolhe Brasil”, que divulga informações sobre seu projeto de interiorização de migrantes venezuelanos.

A plataforma oferece informações sobre o programa do SJMR que, desde 2018, está mobilizando frentes de apoio à interiorização e à acolhida de venezuelanos por todo país.

Além de conferir depoimentos de pessoas em processo de migração, o hotsite fornece dados sobre a migração venezuelana, além de informações para voluntários, paróquias e entidades, que queiram colaborar na acolhida de migrantes e refugiados, em qualquer lugar do país. Através desse espaço, também podem ser feitas doações e oferecidas oportunidades de trabalho a migrantes e refugiados venezuelanos.

Acolhe Brasil

Desde o acolhimento nas regiões de fronteira, o SJMR vem mobilizando paróquias e articulando parceiros e grupos da sociedade civil, em diversas localidades do país, organizando espaços e casas de acolhida que favoreçam a integração social e reinserção laboral de venezuelanos no país, através do programa “Acolhe Brasil”.

Crianças venezuelanos participam de atividades recreativas com voluntários brasileiros.

Por meio das “Casas de Acolhida” e dos escritórios com atendimentos especializados para público migrante, o SJMR desempenha um papel fundamental na estratégia de interiorização, liderada pelo Governo Federal e executada com apoio do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e da Organização Internacional para Migrações (OIM), disponibilizando apoio social e legal, além de iniciativas que garantam a integração dessas pessoas, resguardando seus direitos básicos, como a “não discriminação”, assistência jurídica e documental e acesso a serviços sociais, como educação e saúde.

Dia Mundial do Migrante do Refugiado

O Dia Mundial do Migrante e do Refugiado é uma celebração da Igreja Católica e está na sua 105ª edição. Neste ano, Papa Francisco trouxe como tema para reflexão: “Não se trata apenas de migrantes”. Na ocasião da celebração, o pontífice apresentou na Praça de São Pedro, no Vaticano, uma grande escultura de bronze que representa um barco com migrantes e refugiados de todos os povos e épocas.


“Não é só deles que se trata, mas de todos nós, do presente e do futuro da família humana. Os migrantes, especialmente os mais vulneráveis, ajudam-nos a ler os “sinais dos tempos”. Através deles, o Senhor chama-nos a uma conversão, a libertar-nos dos exclusivismos, da indiferença e da cultura do descarte”.

Papa Francisco

Deixe um Comentário