Diocese de Roraima lança plano nacional de integração para venezuelanos

Home / Brasil / Diocese de Roraima lança plano nacional de integração para venezuelanos

Na primeira semana de Outubro, a Diocese de Roraima, juntamente com a Cáritas Diocesana, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Cáritas Brasileira, o Serviço Pastoral do Migrante (SPM), o Instituto de Migrações e Direitos Humanos (IMDH), o Serviço Jesuíta para Migrantes e Refugiados (SJMR) e outras entidades parceiras lançaram o Caminhos de Solidariedade, plano nacional integração entre Brasil e Venezuela.

A iniciativa visa promover ações que possibilitem o atendimento digno de homens e mulheres, crianças e, também grupos técnicos venezuelanos que migram para Roraima e outros estados do país. O projeto contará com recursos do Fundo Nacional de Solidariedade da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Dentro desta articulação nacional, arquidioceses e dioceses serão convidadas para acolher imigrantes e refugiados venezuelanos em seus territórios, por meio de ações solidárias, promovendo sua acolhida, proteção, promoção e integração.

Mobilização Social

Para viabilizar a articulação desejada pelo projeto e unir migrantes e arquidioceses/dioceses, no sentido de disponibilizar a acolhida de venezuelanos, foi criado o site www.caminhosdesolidariedade.org .

Outra dimensão da iniciativa pretende uma alinhamento juntamente com a Igreja Católica na Venezuela, por meio da realização de uma missão, com o objetivo de conhecer a realidade local e, entre outras ações, planejar a inauguração de um centro de apoio do migrante em Santa Elena de Uairén.

Histórico

O projeto “Caminhos da Solidariedade” nasceu a partir de uma oficina de planejamento com a participação de diversas entidades, realizada em Brasília, em julho deste ano. Durante o encontro, foram mapeadas ações de diversas entidades da Igreja com imigrantes e refugiados, pensando em um plano integrado para otimizar as ações frente à crise humanitária na Venezuela e aos desafios para a acolhida dos imigrantes que chegam ao Brasil.

Leia também

Plano Nacional de Integração para migrantes e refugiados venezuelanos é lançado em Boa vista. Roraima.

Deixe um Comentário