Novo grupo de venezuelanos interiorizados chega a Belo Horizonte

Home / Belo Horizonte / Novo grupo de venezuelanos interiorizados chega a Belo Horizonte

O SJMR Brasil, a Providens Arquidiocesana e a Rede Acolhe Minas receberam neste domingo, 24 de outubro, novo grupo de migrantes venezuelanos que chegaram à capital mineira em busca de um recomeço. Ao todo, 20 pessoas estão acolhidas na Casa do Migrante, espaço da Arquidiocese de Belo Horizonte, em parceria com o SJMR Brasil e apoio da Rede Acolhe Minas.

Para a acolhida do grupo migrante, ontem, às 11h, uma missa de boas-vindas foi realizada na Igreja da Boa Viagem. Durante toda a semana, a Rede Acolhe Minas promove uma série de programações para integração social, além de atendimentos socioassistencias, visitas a pontos turísticos de Belo Horizonte e confraternização com venezuelanos que já vivem na capital.

Durante o período de três meses, os migrantes são acompanhados pela rede de apoio, que auxiliará na integração local e inserção laboral no mercado de trabalho mineiro.

Oportunidade para uma vida melhor

Em todo o país, já são mais de dois mil migrantes que receberam apoio na conquista por uma vida melhor. Um deles é Kiower Rene, venezuelano que morou por mais de um ano em Roraima e enfrentou muitas dificuldades para sobreviver no norte do país. Em junho de 2019, o jovem teve a oportunidade de ser interiorizado para Belo Horizonte e foi acolhido na Casa do Migrante Nossa Senhora da Boa Viagem. Com o apoio da Rede Acolhe Minas, Kiower Rene conseguiu uma oportunidade de trabalho em apenas três semanas em BH. “Cheguei sem nada na cidade, mas graças a Deus já estou trabalhando há dois anos e pouco a pouco pude trazer minha esposa e minha família. Inclusive, ganhamos uma filha, nascida aqui em BH”, conta o venezuelano com alegria sobre a mudança de vida e a possibilidade de ter reunido sua família na capital mineira.

Rede Acolhe Minas

A Rede Acolhe Minas recepcionou o primeiro grupo de venezuelanos em fevereiro de 2019 e, desde então, já interiorizou 296 migrantes em Minas Gerais.

Além do SJMR, a “Rede Acolhe Minas” é composta pelo ACNUR, Arquidiocese de Belo Horizonte, Providens Ação Social Arquidiocesana de Belo Horizonte, Cáritas Regional Minas Gerais, PUC-Minas, Irmãs do Sagrado Coração de Maria, Rede Filhas de Jesus, NAASP, Cio da Terra, Colégio Loyola, Faculdade Jesuíta – FAJE, Colégio Santo Agostinho, Colégio Marista, Escola Superior Dom Hélder, Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem, CEFET, Defensoria Pública, além de profissionais e refugiados venezuelanos que já residem na cidade, voluntários estudantes e profissionais que atuam na área da saúde e assistência social.

Fotos: Providens Arquidiocesana

Deixe um Comentário