Cáritas Brasil e parceiros inauguram Casa de Direitos em Recife

Home / Brasil / Cáritas Brasil e parceiros inauguram Casa de Direitos em Recife

A Cáritas Brasileira, em parceria com a Caritas Suíça, o Departamento de  Estado dos Estados Unidos (PRM) e o Instituto Humanitas Unicap (IHU), inaugurou, na última segunda-feira (10), na Cidade de Recife, a Casa de Direitos, que dará apoio e integração de migrantes e refugiados de todas as nacionalidades.

O espaço também oferecerá acolhimento, atendimento jurídico, acompanhamento psicossocial e diversas modalidades de capacitação. A iniciativa pretende contemplar, por meio do Programa Pana, outras seis capitais brasileiras –  
Boa Vista, Porto Velho, Brasília, São Paulo, Curitiba e Florianópolis – e tem, como objetivo, tornar-se referência de acolhida, proteção e integração de migrantes no país.

Em Recife, a Casa de Direitos acolherá 204 venezuelanos. O primeiro grupo,  com 102 pessoas, tem chegada prevista para a segunda quinzena de dezembro. O atendimento será realizado por uma equipe formada por quatro profissionais (psicólogo, assistente social, educador e assistente administrativo) que contribuirão com a efetivação da proposta do programa, além de intermediar o acesso dos migrantes e refugiados às politicas públicas e ao sistema de garantia de direitos. O espaço também fornecerá, com apoio do Instituto Humanitas Unicap, formação em Língua Portuguesa, Cultura Brasileira, Legislação Trabalhista, Economia Solidária, serviços de saúde e atendimento psicológico.

Rede de apoio

O Programa, apoiado pelo PRM, oferece acesso à moradia para migrantes em Roraima, por meio do aluguel subsidiado de casas ou apartamentos, assistência jurídica e psicossocial e inserção no mercado de trabalho. No campo emergencial, migrantes em situação de vulnerabilidade social também terão acesso a alimentos, roupas e kits de higiene pessoal.

No campo das parcerias, as iniciativas contam com o apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB); Comitê Interinstitucional de Promoção dos Direitos das Pessoas em Situação de Migração, Refúgio e Apátridas de Pernambuco, por meio de representações do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Defensoria Pública da União, Prefeitura do Recife e Governo do Estado de Pernambuco, Conselho Regional de Psicologia, universidades, entre outros.

Veja também

Comentário
  • Jeronimo José O. de Matos
    responder

    Sou Jeronimo, e já mobilizei um grupo de pessoas para ajudar alguns venezuelanos. Preciso saber como encontrar o pessoal de Cáritas por os venezuelanos estão como muita carência, e agora já sofrendo perseguição dos moradores dos Edifício Apolo, que querem expulsá-los de lá.

Deixe um Comentário