Diretor Nacional do SJMR se reencontra com venezuelanos interiorizados na Bahia

Home / Brasil / Diretor Nacional do SJMR se reencontra com venezuelanos interiorizados na Bahia

Na última semana de fevereiro, famílias venezuelanas e haitianas que tiveram a oportunidade de recomeçar uma nova história de vida nos Municípios de Camaçari e Feira de Santana, no estado da Bahia, puderam se reencontrar com o Diretor Nacional da organização, Pe. Agnaldo Júnior, com o apoio de grupos, paróquias, instituições e projetos sociais locais.

Sítio Loyola em Camaçari

Nos dias 22 e 23, Pe. Agnaldo se reuniu com as famílias e as equipes de acolhimento, no Sítio Loyola, em Camaçari. Nesta casa de passagem, vivem quatro famílias venezuelanas e uma haitiana, que buscam refazer a vida no Brasil.


Ao todo foram 30 pessoas acolhidas na Bahia e realocadas em casa de passagem nos municípios de Camaçari, Feira de Santana e Capim Grosso (BA).

O venezuelano Manuel Antônio Rodriguez Lopez comentou que o SJMR mudou a história vida de sua família por completo. “Saímos da Venezuela e não encontramos alternativas de recomeço em Boa Vista (RR), até que tivemos a oportunidade de fazer parte das ações de interiorização do SJMR. Agora, somos parte desse projeto, e isso é um grande sonho para nossa família. Para todos nós, é uma bênção estar aqui, mas antes de tudo, uma enorme responsabilidade. Somos pioneiros na Bahia e queremos abrir portas para que outros venezuelanos e migrantes também possam vir e reconstruir suas histórias”, disse.

Ações de Solidariedade em Camaçari

Com a parceria do Colégio Antônio Viera (Salvador-BA), professores, colaboradores e alunos do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Minorias Sociais (NEIMS) e do Núcleo Ambiental do Vieira (NAV) realizaram atividades recreativas e culturais com as crianças migrantes, construindo uma horta comunitária, para ajudar na subsistência das famílias acolhidas.

As atividades movimentaram o Sitio Loyola, casa de passagem de Camaçari, que semanalmente realiza atividades culturais e recreativas para as famílias, com o apoio do Serviço de Orientação Pastoral (Sopar) do Colégio Antônio Vieira.

Interiorização em Feira de Santana

As três famílias venezuelanas que foram acolhidas no município de Feira de Santana também se reuniram com o Diretor Nacional do SJMR. O encontro aconteceu no dia 25 de fevereiro, na Casa do Noviciado Nossa Senhora da Graças, um dos espaços de acolhimento no Estado. Na oportunidade, as famílias puderam falar de suas experiências na inserção local e também sobre os projetos para a reconstrução de suas histórias no Brasil.

O município de Capim Grosso também acolheu três famílias, na Paróquia Jesuíta de São Cristóvão, coordenada pelo Pe. José Cláudio e auxiliadas pelo jesuíta Pe. Xavier e pela rede local de projetos sociais.


Fortalecimento de parcerias

Para fortalecer as ações de interiorização de venezuelanos e haitianos na Bahia, Pe. Agnaldo também esteve reunido com a Diretora Geral do Colégio Antônio Vieira, Mariângela Risério. O encontro, realizado em 24 de fevereiro, também contou com a presença de João Ramiro e William Tavares, do Serviço de Orientação Pastoral (Sopar), que fazem o acolhimento e acompanhamento das famílias interiorizadas na Bahia.

Pe. Agnaldo ainda esteve com Pe. Luiz Orlando, da Paróquia de Nossa Senhora Santana, em Camaçari, que também tem apoiado as ações de interiorização no estado.

Leia também

Deixe um Comentário