Voluntários do SJMR BH participam de capacitação sobre as leis de migração e refúgio com ACNUR

Home / Belo Horizonte / Voluntários do SJMR BH participam de capacitação sobre as leis de migração e refúgio com ACNUR

O SJMR Belo Horizonte promoveu, na tarde desta quarta-feira (04), uma capacitação online para os voluntários da área jurídica, com o tema “Migração, Refúgio, Documentação, tipos de vistos e autorizações de residência”. A palestra, que foi ministrada pelo William Torres Laureano, assistente sênior da ACNUR, teve o objetivo de capacitar os voluntários sobre as principais questões relacionadas à migração e refúgio, para que o conhecimento da temática facilite a assistência das pessoas atendidas no centro de referência. Cerca de 25 pessoas participaram da reunião, que além dos voluntários, contou com a presença de colaboradores do SJMR BH, colegas do Trabalho de Apoio aos Migrantes Internacionais – TAARE Uberlândia e do Centro Franciscano de Direitos.

De acordo com Camilla Cristie, assessora jurídica de SJMR BH e idealizadora da capacitação, durante o atendimento das pessoas migrantes e refugiadas é de suma importância o conhecimento da legislação migratória, seus desdobramentos legais e documentais. “Os novos voluntários da área jurídica do SJMR-BH chegaram com as mais diversas competências, experiências e níveis educacionais. Mas não podíamos deixar de pensar em um momento de capacitação, para que eles tivessem a oportunidade de aprimorar seus conhecimentos sobre temas migratórios”, comenta a colaboradora.

A palestra, que durou das 14h às 17h, abordou os principais artigos e leis de migração do Brasil, além de apresentar exemplos de como elas foram aplicadas em situações reais. Segundo Camilla Cristie, o sucesso da capacitação foi devido à experiência do palestrante na área. “De uma maneira didática e leve, o William Torres apresentou as questões primordiais sobre refúgio, residência e documentação, ilustrando as situações legais com casos práticos de sua vivência. Ele é um excelente professor e com certeza uma referência na área da migração. Por isso, agradeço imensamente sua presença e por ter compartilhado conosco os seus conhecimentos sobre migração e refúgio”, disse.

Para alguns voluntários, a capacitação foi o primeiro contato com o Direito Internacional. Esse é o caso de Odilon Neto, que conta sua experiência. “A palestra ministrada pelo Dr Wiilliam da ACNUR foi de extrema importância para meus primeiros passos na área do Direito internacional. Em algumas horas de contato com o palestrante já tive uma visão clara de quais órgãos, os principais pontos da legislação e como os trâmites são feitos na justiça brasileira. Fiquei lisonjeado em poder participar da capacitação e me sinto ainda mais motivado para contribuir com o SJMR”, relatou.

Já para Bruna Furtado, o momento foi de grande crescimento profissional. “A capacitação poderia ter sido meramente instrucional e repleta de formalismos normativos, tão caro à seara jurídica, porém nos brindou com exemplos concretos capazes, não só de tornar aplicáveis os conhecimentos jurídicos, mas também mobilizar a todos em defesa dos direitos dos refugiados. Adorei a oportunidade de aumentar tanto o meu repertório de significações, quanto a dimensão ética e afetiva”, comenta.

No final da capacitação, o grupo se reuniu para tirar uma foto e agradecer pela experiência. “Nós do SJMR acreditamos na força do voluntariado, especialmente por ser um trabalho feito por amor à causa. Foi uma experiência extremamente positiva, com certeza buscaremos oportunizar mais momentos como este!”, finaliza Camilla Cristie.

Deixe um Comentário