Arte, sensibilização e envolvimento com a causa dos mirantes e refugiados marcam o festival “Tantos Somos, Somos Um”

Home / Belo Horizonte / Arte, sensibilização e envolvimento com a causa dos mirantes e refugiados marcam o festival “Tantos Somos, Somos Um”

Para despertar a reflexão e a sensibilização sobre os refugiados e as pessoas que se encontram em deslocamento forçado em todo o mundo, hoje (20), Dia Mundial do Refugiado, o SJMR Brasil realizou o Festival “TANTOS SOMOS, SOMOS UM – Pelos sonhos de todas as pessoas”.

Muita música, fotografia, cinema, moda, teatro, dança, artesanato, poesia, contação de história, culinária e arte circense fizeram parte do Festival que contou também com reflexões sobre a realidade enfrentada pelas pessoas migrantes e refugiadas.

Por meio da arte e em tom celebrativo, o evento foi transmitido pelo Facebook e Youtube do SJMR Brasil e reuniu artistas de diversas nacionalidades para chamar a atenção do público para a causa dos migrantes e dos refugiados. Com muita música, fotografia, cinema, moda, teatro, dança, artesanato, poesia, contação de história, culinária e arte circense, o Festival foi permeado por reflexões sobre a realidade enfrentada pelas pessoas migrantes e refugiadas, mas também ressaltou como elas se utilizam da arte para se expressarem a fim de aliviar os tantos desafios enfrentados no dia a dia.as consistente, em que seja possível conhecer não somente a realidade enfrentada pelas pessoas refugiadas ou solicitantes de refúgio, mas também como elas se expressam por meio da arte para tentar superar os desafios do dia a dia.

Com a apresentação do ator Eduardo Mossri, que interpretou o médico sírio Faruq na novela “Órfãos da Terra”, produzida pela Rede Globo, o festival ainda contou com a participações das atrizes Eli Ferreira e Ana Cecília Costa e do ator Blaise Musipere, que também fizeram parte do elenco.

Eduardo Mossri, que interpretou o médico sírio Faruq na novela “Órfãos da Terra” foi o apresentador do festival.

Entre as atrações mais comentadas esteve a da congolesa Prudence Kalambay, modelo e atriz, que ensinou a preparar o “Fufu”, prato a base de fubá de milho, tradicional da culinária africana e presente em vários países do continente.  Com sua neta nas costas, Prudence conduziu a preparação da receita com uma alegria contagiante, relembrando a experiência das mulheres africanas que fazem trabalhos e tarefas domésticas, ao mesmo tempo em que embalam suas crianças. A cantora e atriz haitiana, Angetona Dorgilus também foi uma das presenças especiais do Festival. Com sua voz marcante, ela também esteve em trechos do filme Rodantes, do diretor Leandro Lara, que foram exibidos durante o evento.

A congolesa Prudence Kalambay preparou o “Fufu”, prato tradicional da culinária africana.

O Festival ainda trouxe a poesia do jornalista sírio Anas Obaid e a moda africana urbana do senegalês Kara Modou. Diretamente da Venezuela, a arte circense do padre jesuíta venezuelano, Dizzi Perales, SJ, também marcaram presença no evento. E da Colômbia, Natalia Salazar e Luis Gomez, da organização “SoyH”, iniciativa internacional do Rede Jesuíta com Migrantes na América Latina e Caribe, relembram a experiência musical realizada no Brasil pela “Campanha pela Hospitalidade”. O Projeto já percorreu os escritórios do SJMR, obras e colégios jesuítas no Brasil, levando sensibilização e dinâmicas de integração, com o propósito de promover o reconhecimento da diversidade e da unidade humana, na mesma perspectiva de que “TANTOS SOMOS, SOMOS UM”.

Padre jesuíta venezuelano, Dizzi Perales, SJ, que diretamente da Venezuela enviou sua participação para o Festival “Tantos Somos, Somos Um”.

O contação de história do padre jesuíta brasileiro, Alexandre Raimundo, sensibilizou o público pela leveza ao tocar a temática da identidade humana.

Dois talentos que abriram o festival também surpreenderam. Santiago Zamora conquistou a todos com sua simpatia e sua dança. Já Marcelis Garcia encantou o público com sua harpa tocando duas canções da cultura venezuelana.

A família formada por Jose Romero e Veronica e seus filhos, Misael Prieto, Sion Ernesto e Miranda Romero, também fez bonito ao se apresentar durante o Festival.

Durante as próximas semanas, o SJMR Brasil irá comentar cada uma das participações do Festival “TANTOS SOMOS, SOMOS UM “Tantos Somos, Somos. Para quem não conseguiu acompanhar o festival, o evento está disponíveis nas redes sociais do SJMR Brasil. Confira: facebook.com/sjmrbrasil e youtube.com/sjmrbrasil

Deixe um Comentário